sexta-feira, 22 de abril de 2011

Na Felicidade Também mora a Dor

Essa é a única forma que encontrei pra gritar tudo que eu quero dizer!
Escrever aqui me deixa quase sozinha, porque imagino que não será interessante a ninguém quão imenso são os meus sentimentos agora!
É como um desejo calado, uma música que ainda não foi composta, uma dança que não tem ritmo, um coração que não sabe bater...
A felicidade também tem um lado triste, um lado melancólico, um lado medroso! É nesse lado que estou passeando agora, é nesse lado que vago, no escuro de um coração ainda sem lembranças sólidas do seu amor por mim. E como seria esse amor? O quanto se satisfaz esse amor? Quando muitas vezes meu corpo vira sabonete em tuas mãos, e eu ardo em chamas, querendo deslizar pelo corpo teu. Rompendo ponto a ponto, porque não paro de me arrepiar com o teu frio que insiste em me afetar!
O tempo é tempo demais, é tarde demais quando você simplesmente fica encantada até com o desencanto!
E nesse misto de felicidade por sentir algo tão grandioso, caminhando de mãos dadas com a tristeza de não viver esse mundo, mas sim a realidade de ser só desejo, ardendo, gozando de ti e de mim, fico eu aqui na certeza de que na felicidade também tem dor!

3 comentários:

Liu Rabelo disse...

A dor permeia por todos sentimentos do ser humano...mas como diz Carlos Drummond de Andrade..."A dor é inevitável,O sofrimento é opcional."

Beijosssss

Donna disse...

Completa de razão.

Aurea Oliveira disse...

Tão lindo!